Setor patronal hoteleiro continua desrespeitando os trabalhadores


Em mais uma rodada de negociação, nesta quarta-feira (23), setor patronal não apresentou proposta salarial decente

 

A diretoria do Sindicato dos Trabalhadores no Comércio Hoteleiro, Bares, Restaurantes e Similares de Rio Preto e Região (SindHoteleiros) participou de mais uma mesa redonda com o setor patronal para debater a convenção coletiva de trabalho 2016/2017. A reunião foi realizada na quarta-feira (23), em Rio Preto, e, mais uma vez, os patrões não apresentaram proposta decente. Entre os pedidos do SindHoteleiros está reajuste salarial de 15% e piso salarial de R$ 1.525,00. Os patrões insistem em apresentar contraproposta de aumento salarial de apenas 6,5% e piso salarial de R$ 1.190,00. Um novo encontro foi marcado para o dia 8 de abril, às 9h30, também em Rio Preto. “Ainda estão reclamando do dissidio coletivo de 2015 e querem manter a proposta de aumento salarial de 6,5%. Não admitimos isso. Aumento menor que a inflação é inadmissível. Estaremos trazendo prejuízo e não benefício aos trabalhadores. Em Catanduva, cidade vizinha, eles deram aumento salarial de mais de 11% e por que querem dar 6 aqui? Não admitimos e vamos continuar com o nosso pedido”, afirmou o presidente do SindHoteleiros, Leandro Lucas.